+55 19 4122-3073
Chá de Aroeira 30g

Chá de Aroeira 30g

Chá de Aroeira 30g

Modelo:281
Disponibilidade:20
  • R$ 5,00

Composição Química: Óleo essencial: rico em mono e sesquiterpenos. Taninos, resinas, alcalóides, flavonóides, saponinas esteroidais, esteróides, triterpenos, cissabinol, p-cimeno, limoneno, simiarinol, alfa e beta pineno, delta-caroteno, alfa e beta felandeno, terechutona


Árvore de pequeno a médio porte, capaz de alcançar de 5 a 10 metros de altura, perenifólia, de copa larga e seu caule com 30 a 60 cm de diâmetro, um pouco tortuoso e a casca escura e fissurada. As folhas são imparipinadas, com 8 a 12 centímetros de comprimento e 7 a 13 folíolos verdes, elípticos a obovados, com nervuras claras. A aroeira é dióica, isto é, há árvores fêmeas e árvores machos. As flores são pequenas, branco esverdeadas, dispostas em inflorescências axilares e terminais do tipo rácemo, e são muito atrativas para abelhas. Os frutos são pequenas drupas, esféricas, rosadas a avermelhadas, que servem como condimento e alimentam as aves silvestres.

O florescimento ocorre na primavera e no outono e o pólen abundante pode provocar reações alérgicas e irritações em pessoas sensíveis. Ocorrem em boa parte da América latina, no Brasil desde o Rio Grande do Norte até o Rio Grande do Sul, em várias formações vegetais, sendo mais comum em beiras de rios. Pode ser cultivada a partir de sementes ou por estaquia.


Indicações e Ação Farmacológica

Aroeira possui ação antibiótica, antifúngica, cicatrizante, balsâmica, depurativa e hipotensiva, pessoas com gastrite.


É utilizada como anti-inflamatório em dores reumáticas; diurético, em afecções renais; e como anti-inflamatória e bactericida em blenorragias, leucorreia e sífilis. Também utilizada em afecções de pele, afecções respiratórias, candidíase, micoses, febres, artrite, erisipela, hipertensão, hemorragias. Toxicidade/Contraindicações Em todas as partes da planta foi identificada a presença pequena de alquilfenóis, substâncias causadoras de dermatite alérgica em pessoas sensíveis. As partículas que se desprendem de sua seiva e madeira seca podem causar uma afecção cutânea parecida com a urticária, edemas, febre e distúrbios visuais. O uso das preparações de aroeira deve ser revestido de cautela por causa da possibilidade de reações alérgicas na pele e mucosas.


Sugestão de preparo: Fazer a infusão do chá e tomar diariamente 1 xícara, beba quente ou gelado.

Ver modo de preparo na embalagem do produto.

Escreva um comentário

Nota: HTML não suportado.
    Ruim           Bom